Notícias UNICEF alerta sobre o agravamento da situação da saúde mental das crianças...

UNICEF alerta sobre o agravamento da situação da saúde mental das crianças europeias

Um novo relatório do O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) analisa em profundidade os desafios da saúde mental que os adolescentes europeus enfrentam.

Em relatório publicado na última quinta-feira, o UNICEF alerta que o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens na Europa. Apenas os acidentes rodoviários são os mais mortais entre as pessoas de 15 a 19 anos.

Como COVID-19 continua a causar estragos em nossas vidas, um estudo europeu da publicação carro-chefe do UNICEF  – O Relatório sobre a Situação Mundial das Crianças – In My Head – fornece uma análise das tendências que afetam as crianças e examina a saúde mental e o bem-estar das crianças e jovens na Europa. Ao fazê-lo, fornece dados preocupantes sobre o stress que os jovens experimentam, assim como formula recomendações claras para os governos em toda a Europa e as instituições da União Europeia.

Dados preocupantes

“A pandemia COVID-19 destacou alguns fatores que colocam em risco a nossa saúde mental: isolamento, tensões familiares, perda de rendimentos”, disse hoje Sua Alteza Real a Rainha Mathilde, Rainha dos Belgas, durante a apresentação do estudo da UE em Bruxelas. “Muitas vezes, são as crianças e os jovens que suportam o impacto destas situações. Precisamos investir tempo, esforço e compromisso no fortalecimento e melhoria de nossos sistemas sociais e de saúde para que cada criança tenha acesso ao bem-estar mental e a uma infância feliz. “

O relatório também constatou que 19% dos meninos europeus de 15 a 19 anos sofrem de transtornos mentais, seguidos por mais de 16% das meninas da mesma idade. Nove milhões de adolescentes na Europa (com idades entre 10-19) vivem com problemas de saúde mental. Em mais da metade dos casos, são alimentados por ansiedade e depressão.

“Se a análise europeia apresenta um quadro bastante sombrio, também fornece recomendações muito específicas”, disse Geert Cappelaere, representante do UNICEF junto às instituições da União Europeia. “Agora sabemos que o custo da inação é alto – em termos de vidas humanas, no nível familiar e comunitário e financeiramente. Mas também sabemos que os governos nacionais, instituições da UE, famílias e escolas podem intervir no terreno. É nesses pontos que devemos nos concentrar.”

Testemunhos do medo

Novas análises realizadas pelo estudo europeu “A Situação das Crianças no Mundo – In my Head” indicam que a perda anual de capital humano resultante de condições gerais de saúde mental na Europa em crianças de 0 a 19 anos está estimada em 50 bilhões de euros, segundo cálculos que incluem os seguintes países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Holanda, Polônia , Portugal, Reino Unido, Eslováquia, Eslovênia, Suécia, Suíça e República Tcheca (os números são expressos em dólares para igual poder de compra).

“Este relatório chega em um momento crucial para crianças e jovens, aponta para uma crise que infelizmente se desenvolveu, mas temo ainda mais o que se seguirá. Esta crise é agravada pela pandemia. Os formuladores de políticas e os adultos têm a oportunidade de fazer algo agora. Invista em nós agora, antes que seja tarde demais. Não sejamos a geração perdida de COVID.” (Erika, 17 anos, Irlanda).

“As escolas não devem se limitar a estudar e aprender, elas também são lugares onde podemos aprender a construir sociedades saudáveis. Programas para discussão aberta com nossos colegas sobre nossas preocupações ou nosso bem-estar existem e funcionam dentro das escolas. Temos soluções, só precisamos que elas sejam priorizadas e implementadas de forma eficaz. ” (Elliott, 16 anos, Irlanda).

“A pandemia COVID-19 é também uma emergência de saúde mental que afeta crianças e jovens em toda a Europa”, disse a Comissária Europeia Stella Kyriakides. “Uma verdadeira União Europeia da Saúde irá investir onde é mais necessário: promover uma saúde mental positiva e o acesso ao apoio para as nossas crianças – o futuro da Europa. “

Recomendações claras

Além de investir em cuidados infantis de qualidade, medidas parentais e amigas da família em todos os setores, o UNICEF identifica 5 intervenções prioritárias para instituições europeias e governos nacionais:

  1. Apoiar intervenções destinadas a facilitar o acesso de grupos vulneráveis ​​aos serviços de saúde mental e melhorar a infraestrutura regional;
  2. Incluir o acesso aos serviços de saúde mental nos planos de ação nacionais, incluindo as oportunidades oferecidas pelas tecnologias digitais e online para reduzir as lacunas no acesso ao apoio à saúde mental;
  3. Oferecer programas na escola para educar adolescentes e capacitá-los a lidar com suas emoções; integrar serviços de aconselhamento em saúde mental; treinar professores e funcionários; criar espaços seguros para as crianças discutirem e compartilharem. Suplemento com programas parentais positivos que previnem a violência doméstica. A UE deve apoiar a iniciativa Safe to Learn para acabar com a violência nas escolas e através delas, para que as crianças possam aprender, prosperar e realizar os seus sonhos livremente.
  4. Fornecer recursos suficientes para treinar trabalhadores de saúde e assistentes sociais em saúde mental para apoiar serviços para crianças em trânsito.  
  5. Integrar ações direcionadas à saúde mental e bem-estar psicossocial na assistência oficial ao desenvolvimento para o desenvolvimento humano, bem como em programas de preparação, resposta e recuperação humanitária para atender às necessidades de todas as populações afetadas por emergências, incluindo a proteção de crianças durante crises humanitárias.

FONTE: Site oficial UNICEF, 14-10-2021.


Autor

Redação TVPsi
Redação TVPsi
Somos um portal dedicado a saúde mental. Uma resposta ousada à verdadeira pandemia mundial.

Leia mais

Neurociência adverte: pornografia faz cérebro regredir

Segundo matéria originalmente divulgada no site de notícias acedêmicas The Conversation, republicada ontem pela BBC News - Brasil, "ver pornografia faz o...

Seleção brasileira de futebol se mobiliza após desabafo de Neymar e põe saúde mental em debate.

Em meio à óbvia missão de ser a maior estrela do time e ao peso que carrega um jogador com sua importância...

A fórmula do 10-3-2-1-0 e outras dicas para dormir bem

Poucas coisas são tão desesperadoras como deitar na cama e não conseguir dormir. Você tenta não pensar nisso, faz esforços para não...

Psiquiatra brasileiro comenta sobre avanços e desafios nas políticas de Saúde Mental

JOEL RENNÓ JR é Ph.D em Ciências, professor colaborador médico do Departamento de Psiquiatria da FMUSP e diretor do Programa de Saúde Mental...

Últimas Notícias

Como será o tratamento da saúde mental no futuro?

Em um curto espaço de tempo, a pandemia aumentou nossa consciência da vulnerabilidade de nossa saúde mental. Na interseção entre nossa saúde física...

UNICEF alerta sobre o agravamento da situação da saúde mental das crianças europeias

Um novo relatório do O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) analisa em profundidade os desafios da saúde mental que...

A ciência explica como tomamos decisões

Um olhar científico sobre as complexas capacidades envolvidas em optar por alguma coisa — ou mudar de rumo. E as mais importantes...
Publicidade

Podcast – Psicologia Budista e Mindfulness

Um olhar laico para os conceitos budistas, básicos, a fim de observar a gênese do sistema mindfulness. A compreensão de tais conceitos...

Inglaterra realiza “Semana de Conscientização Sobre Distúrbios Alimentares”

Arrancou hoje, na Inglaterra, e vai até o próximo domingo (7), a Semana de Conscientização Sobre Distúrbios Alimentares. A TV PSI está...

Veja Também

Como será o tratamento da saúde mental no futuro?

Em um curto espaço de tempo, a pandemia aumentou nossa consciência da vulnerabilidade de nossa saúde mental. Na interseção entre nossa saúde física...

UNICEF alerta sobre o agravamento da situação da saúde mental das crianças europeias

Um novo relatório do O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) analisa em profundidade os desafios da saúde mental que...

A ciência explica como tomamos decisões

Um olhar científico sobre as complexas capacidades envolvidas em optar por alguma coisa — ou mudar de rumo. E as mais importantes...

Neurociência adverte: pornografia faz cérebro regredir

Segundo matéria originalmente divulgada no site de notícias acedêmicas The Conversation, republicada ontem pela BBC News - Brasil, "ver pornografia faz o...