NotíciasEstudo revela que 64% das mulheres portuguesas já foram alvo de comentários...

Estudo revela que 64% das mulheres portuguesas já foram alvo de comentários depreciativos ou insultos sobre o corpo

Quase dois terços (64%) das mulheres portuguesas, inquiridas num estudo, afirmam ser ou ter sido alvo de comentários depreciativos ou insultos sobre o seu corpo, em especial por parte dos amigos, familiares e conhecidos.

A maioria das mulheres afetadas por ‘body shaming’, uma forma de agressão que envolve criticar ou humilhar alguém através de comentários negativos e depreciativos acerca do corpo ou aparência física, tem um perfil menos jovem, com idades entre os 35 e os 54 anos.

Segundo o inquérito “Dove – Body Shaming”, que decorreu em janeiro e envolveu uma amostra de 316 mulheres maiores de 18 anos, 76% das críticas ou insultos foram praticados pessoalmente por conhecidos ou amigos, 56% por familiares. Apenas em 8% foram praticados nas redes sociais.

“Estes resultados remetem-nos para esta generalização de como o nosso corpo e a nossa imagem se tornou um tópico que muitas vezes não conhece fronteiras, em que as pessoas perderam muitas vezes o discernimento do que é um comentário que têm legitimidade de fazer e um comentário que não tem legitimidade de fazer, porque entra no espetro da identidade e da individualidade do outro”, disse à agência Lusa a psicóloga Filipa Jardim da Silva.

Segundo a psicóloga, há uma pressão crescente em relação à imagem física das mulheres, tendo-se vindo a perder até o respeito pelo envelhecimento da mulher. “A pressão para a juventude eterna” convida a uma “anulação das rugas, ao não assumir os cabelos brancos a um corpo sempre bastante tonificado e modelado” e a uma maneira de vestir mais jovem.

A maior parte dos comentários depreciativos acaba por incidir sobre o peso (68,2%), a forma de vestir (23,4%), o “rabo grande” (19,4%), o peito grande (15,4%), e a cara (14,9%).

“Os dados mais positivos que retiramos é que um quarto da amostra assume que gosta do corpo tal como é, e 21% das mulheres que sofrem ‘body shaming’ referem que não se sentem impactadas negativamente por estes comentários depreciativos”, salientou.

Fonte: Agência Lusa

Autor

Redação TVPsi
Somos um portal dedicado a saúde mental. Uma resposta ousada à verdadeira pandemia mundial.

Leia mais

- Publicidade -

Últimas Notícias

Veja Também

- Publicidade -